Identificado mecanismo relacionado à doença ocular por príons

Por Docmedia

10 março 2021

Pesquisadores dos Institutos Nacionais de Saúde (NIH), nos Estados Unidos, publicaram artigo recente na Acta Neuropathologica Communications, em que comunicam terem documentado um mecanismo envolvido no dano ocular que ocorre nas doenças causadas por príons.

As doenças priônicas são infecções transmissíveis causadas por proteínas aberrantes que levam à neurodegeneração. Ao contrário da maioria dos outros patógenos, como bactérias e vírus, nos príons não existe DNA ou RNA. As mais conhecidas doenças causadas por príons em humanos são a encefalopatia espongiforme bovina (mal da vaca louca), a Kuru e a doença de Creutzfeldt-Jakob (CDJ).

No estudo, um modelo animal de infecção priônica foi utilizado para acompanhar a deposição da proteína na retina e correlacionar aos danos encontrados, o que evidenciou o comprometimento de duas regiões críticas para a função e sobrevivência dos fotorreceptores conhecidos como cones.

Quer saber mais?

Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.

Baixe aqui AppStore

Baixe aqui Google Play

Total
0
Shares

Deixe uma resposta

Postagens relacionadas
Read More

Novo termogel biofuncional pode melhorar o resultado de cirurgias de retina

A vitreorretinopatia proliferativa (VRP) ocorre quando o processo cicatricial impede que o tecido da retina se regenere com a arquitetura habitual. O fenômeno é causa de mais de 75% das cirurgias de descolamento de retina mal sucedidas e pode em perda completa da visão se não for corrigido. Atualmente, o tratamento preconizado é feito com a retirada cirúrgica das membranas cicatriciais anormais. A novidade é que pesquisadores do Instituto de Pesquisa e Engenharia de Materiais (IMRE), da Universidade Nacional de Cingapura (NUS) e do Instituto de Pesquisa Ocular de Cingapura (SERI) entenderam que a VRP representa uma oportunidade para a utilização de substâncias que modulem a proliferação celular na retina em cicatrização.
%d blogueiros gostam disto: