Neurônios possuem programa de resiliência contra neurodegeneração

Por Docmedia

29 setembro 2020

Algumas das formas mais graves de neurodegeneração, como a doença de Parkinson, têm sido relacionadas com a ocorrência de disfunção mitocondrial. Os neurônios são considerados como células terminalmente diferenciadas e, por isso, com quase nenhuma plasticidade metabólica para resistir a condições como a disfunção mitocondrial. Logicamente, isso implicaria em morte celular e degeneração acelerada.

No entanto, existem evidências de que a disfunção mitocondrial pode ser tolerada por muito tempo. Pesquisadores do Instituto Max Planck (Alemanha) e do Instituto Karolinska (Suécia) decidiram investigar mais profundamente a plasticidade metabólica dos neurônios frente à disfunção mitocondrial.

O estudo é importante, porque identifica um mecanismo de resiliência neuronal que talvez possa ser direcionado no futuro para tratar doenças neurodegenerativas.

Quer saber mais?

Veja esse artigo na íntegra e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia, no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.

Baixe aqui AppStore

Baixe aqui Google Play

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens relacionadas