Suplemento alimentar reverte vários marcadores de envelhecimento em humanos

Por Docmedia

6 outubro 2022

O envelhecimento é um longo processo de declínio em diversas funções corporais. A maior parte da pesquisa sobre envelhecimento se concentra em investigar os mecanismos por trás do processo de envelhecimento e com isso tentar identificar estratégias que permitam atrasá-lo ou revertê-lo. A novidade é que um grupo de pesquisadores do Bayllor College of Medicine afirma que um suplemento alimentar disponível comercialmente pode ser parte deste objetivo.

Um novo artigo do grupo em The Journals of Gerontology: Series A conta o desenvolvimento de um estudo anterior em modelos animais no qual a administração de GlyNAC (glicina + N-acetil cisteína) reverteu vários biomarcadores de envelhecimento em camundongos idosos, além de ter prolongado a longevidade em 24%. Agora, a pesquisa avançou para um ensaio clínico randomizado em humanos.

Para o estudo, foram recrutados 36 indivíduos, sendo 12 adultos jovens e 24 idosos. Todos foram orientados a manter os mesmos hábitos alimentares, de atividade física e estilo de vida. Entre os idosos, metade deles recebeu GlyNAC diariamente, enquanto os demais receberam alanina isonitrogenada (placebo) por 16 semanas.

Os adultos jovens receberam GlyNAC por duas semanas. Todos os participantes passaram por avaliações funcionais e dosagem de marcadores do envelhecimento que incluíram dosagem da glutationa intracelular, níveis de estresse oxidativo, oxidação de ácido graxo mitocondrial, resistência insulínica, reguladores moleculares do metabolismo energético, inflamação, função endotelial no início do estudo, após 2 semanas e após 16 semanas.

Inicialmente, em comparação aos mais jovens, os idosos apresentavam deficiência de glutationa, maior nível de oxidação, disfunção mitocondrial, inflamação, disfunção endotelial, maior resistência insulínica, múltiplas marcas de envelhecimento, função física prejudicada, aumento da circunferência da cintura e da pressão arterial sistólica. A suplementação com GlyNAC melhorou ou corrigiu todos esses fatores.

Segundo os autores, que pretendem estudos maiores no tema, as principais ações de GlyNAC envolvem a melhora na saúde mitocondrial e promoção da síntese endógena de glutationa, um potente antioxidante, para o qual glicina e N-acetil cisteína são blocos de construção.

Quer saber mais?

Fonte: https://academic.oup.com/biomedgerontology/advance-article-abstract/doi/10.1093/gerona/glac135/6668639?redirectedFrom=fulltext&login=false

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens relacionadas