Novo mecanismo relacionado à insulina pode originar tratamento para a obesidade

Por Docmedia

22 maio 2023

A manutenção de um peso corporal saudável é um importante preditor de saúde. É sabido que a obesidade aumenta o risco de distúrbios no metabolismo glicêmico e até mesmo de diabetes. A novidade é que um grupo de pesquisadores da Universidade de Basel encontrou evidências de que uma via reversa partindo da insulina também pode induzir a obesidade.

A publicação em Nature Communications conta que o grupo estudava uma enzima conhecida como protease C1/3 (PC13), cujas funções incluem o processamento de vários precursores hormonais em suas formas finais biologicamente ativas. Curiosamente, um dos hormônios em que a PC13 participa do processamento é a insulina. Inclusive, sinais clínicos de que essa protease não está funcionando adequadamente incluem distúrbios endócrinos graves como fome incontrolável e obesidade grave.

Segundo os autores, o consenso era de que essas alterações derivavam de baixa atividade do hormônio da saciedade leptina. Contudo, quando a equipe desativou a protease C1/3 no cérebro de camundongos, isto não alterou o peso corporal dos animais conforme esperado. Procurando outro agente responsável pela obesidade em tais situações, os pesquisadores desativaram a PC13 nas células beta produtoras de insulina do pâncreas de camundongos.

Como resultado, os animais passaram a consumir enormes quantidades de calorias e rapidamente desenvolveram obesidade e diabetes. Tais resultados chamam a atenção, pois foi encontrada baixa atividade de PC13 no pâncreas de portadores de intolerância à glicose.

Segundo os autores, esses dados sugerem que a ativação incorreta da insulina pode não ser apenas uma consequência, mas também uma causa para o surgimento de obesidade. Ficou ainda mais patente quando a equipe encontrou uma correlação negativa entre a atividade de PC13 e o peso corporal na população geral, sugerindo que PC13 promove peso corporal saudável.

Por fim, os autores sustentam que seus achados podem abrir oportunidade para novas abordagens terapêuticas. Segundo essa visão, medicamentos visando reduzir a produção de precursores imaturos da insulina no pâncreas poderiam contribuir para o combate à obesidade e ao diabetes.

Quer saber mais?

Fonte: https://www.nature.com/articles/s41467-022-32509-4

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens relacionadas