Citocinas projetadas devolvem o movimento após lesão medular

Por Docmedia

12 março 2021

Pesquisadores da Universidade Ruhr-Bochum, na Alemanha, publicaram artigo recente na Nature Communications em que anunciam o desenvolvimento de uma estratégia terapêutica capaz de recuperar o movimento das pernas e a marcha após lesão medular.

O estudo da equipe foi realizado por meio de experimentos em modelos murinos de lesão medular induzida. Essencialmente, os pesquisadores provocaram a lesão medular em ratos e, após 30 minutos administraram uma proteína chamada hiperinterleucina 6 (hIL-6).

Foi demonstrado que a terapia provocou um inédito efeito de amplificação de estímulos regenerativos. Clinicamente, isso significa que animais completamente paralisados foram capazes de voltar a andar após duas ou três semanas do tratamento.

Quer saber mais?

Veja esse artigo e mais notícias sobre inovação em Medicina, Odontologia e Farmácia no nosso app. Lá além de mais conteúdos, você poderá montar a sua biblioteca de artigos para referência. Acesso gratuito.

Baixe aqui AppStore

Baixe aqui Google Play

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Postagens relacionadas